voltar para todos os posts

Os 7 maiores erros ao usar a brush pen

Pamela Debortoli

Atualizado - 17/08/2022

4 min de leitura

Nesse post vou falar sobre os 7 erros mais comuns ao usar a brush pen, se você tentou usar brush pens tenho certeza que já cometeu alguns deles, ou talvez ainda esteja cometendo.

Então vamos lá para a lista e começando claro pelo primeiro. 😅

1 - Papéis com textura

O primeiro erro é usar as brush pens com ponta de feltro com papéis que tenham textura, estilo aqueles para aquarela. A textura causa muito atrito e vai ser como uma lixa para a ponta de feltro, com pouco tempo de uso a ponta vai começar a ficar toda felpuda e desfiada, e os traços vão ficar todos irregulares no papel.

Você deve estar se perguntando, tá mas então qual é o papel ideal?!🤔

Podemos usar papéis como os sulfite, com gramaturas mais altas de 120 ou 180 que são bem lisinhos e a ponta de feltro vai deslizar sem nenhum problema. Se você ainda está aprendendo e quer praticar bastante indico o sulfite 75gr que são aqueles de impressora mesmo, eles não são ideais mas dá para usar.

Uma outra opção bem baratinha para você praticar bastante sem se preocupar, é usar o papel manteiga, sim, aqueles mesmo que usamos na cozinha e que são vendidos nos mercados em rolinhos, esse papel é ótimo porque é super lisinho e são perfeitos para usar com as brush.

2 - Segurando a Brush Pen

O segundo erro é na hora de segurar a brush pen, essa caneta não é uma caneta comum, então não devemos segurá-la como seguramos por exemplo uma caneta esferográfica para escrever no dia a dia.

Se você segura ela com a mão muito próxima da ponta e muito reta em relação ao papel, a ponta de feltro vai acabar se dobrando fazendo um movimento que ela não deveria estar fazendo e isso vai estragar a ponta.

3 - A variação de espessura

O terceiro está relacionado com o segundo, se você segurar a caneta da forma errada que comentei ali em cima, você não vai conseguir ter a variação de espessura tão nítida nos traços, porque a caneta vai ficar muito firme na mão e assim ela não terá espaço suficiente para fazer os movimentos.

O modo correto ao segurar é sempre com a mão longe da ponta e com a caneta mais inclinada em relação ao papel, como na foto abaixo:

Usando ela assim conseguimos fazer com mais facilidade a variação de espessura porque não estamos segurando a caneta tão firme e presa na mão, a ponta dela vai ter espaço suficiente para se movimentar e a ponta não vai se dobrar para fazer os traços grossos, ela vai apenas encostar a lateral (a parte mais larga) da ponta no papel.

4 - Muita pressão

O quarto erro é aplicar pressão demais na caneta para os traços grossos. Para fazer os traços grossos vamos apenas aplicar um pouquinho mais de pressão nela é mínima coisa. E para os traços finos é como se a gente manteasse a caneta mais afastada do papel, fazendo com que apenas a pontinha da ponta encoste bem de leve no papel.

Se você já tentou usar a brush pen e achou difícil talvez isso aconteceu porque você não tem um guia, uma base para seguir e aprender do modo correto como fazer as letras, as palavras e como criar composições, no meu curso completo de lettering eu ensino a caligrafia com brush pen e muitas outra técnicas usadas no lettering, eu vou guiar você no mundo do lettering clica aqui para saber mais.

5 - Não ter paciência

O quinto erro é não ter paciência na hora de usar a brush pen e também na hora de aprender a usar ela, faça as letras com calma sem pressa, entenda e observe onde o traço começa, onde é fino e onde é grosso, você vai ver que usar a brush pen pode até ser relaxante.

6 - Letras sem espaçamento

O sexto erro é fazer as letras muito grudadas sem espaçamento, ou até mesmo errar o formato das letras.

Se você se sente meio perdida e não sabe bem como é o formato das letras ou terminou de escrever a palavra e algumas letras ficaram muito próximas quase grudas uma das outras, você pode (deve) sempre fazer o rascunho da palavra que você quer escrever a lápis e usar ele como um guia e depois passar a brush por cima, assim no final você não terá surpresas.

As letras devem sempre ter um espaço parecido entre elas, para que a leitura e a harmonia da palavra fique boa. Para manter um padrão de espaçamento o traço de saída da letra deve sempre ir até mais ou menos o centro entre a distância da linha base e da altura-x, como na foto abaixo:

7 - Começar pela caneta com a ponta de nylon

E o último erro é para quem está iniciando, nunca comece a praticar a caligrafia com brush pen usando uma caneta com ponta de nylon, esse estilo de ponta é inimiga do principiante, porque ela é muito mole, e consequentemente é difícil de controlar os traços porque qualquer pressão errada que você aplica na caneta o traço já sai com uma espessura diferente.

Pra usar ela precisa ter muito controle na mão e na pressão aplicada, então não inicie com ela, porque você vai acabar achando difícil demais e pode até desistir. Comece com a de ponta de feltro e depois que você pegou o jeito pode praticar com a de cerdas de nylon.

Se quiser praticar a caligrafia com brush pen com alguns exercícios básicos, indico ler esse meu outro post lá eu falou mais sobre essa técnica e sobre as regrinhas dela.

Esses sãos os 7 erros mais comuns que pela minha experiência vejo acontecendo com quem está inicando com a caligrafia com a brush pen e consequentemente está começando a usar a brush pen. ✨