voltar para todos os posts

Como fazer Caligrafia com Brush Pen

Pamela Debortoli

Atualizado - 26/07/2022

4 min de leitura

Nesse post vamos falar sobre a técnica de Caligrafia com Brush Pen (conhecido também de brush lettering), como segurar a brush pen do modo correto e alguns exercícios básicos para você começar a praticar e entender os movimentos da técnica.

O porque do nome Caligrafia com Brush Pen?

Se você leu esse post aqui Lettering, Caligrafia, tipografia, quais as diferenças, você já sabe o porque desse nome, se você ainda não o leu, te convido a ler ele depois, bom, a brush pen é uma ferramenta da caligrafia e quando usamos ela não estamos desenhando as letras e sim escrevendo, é por isso essa técnica se chama assim.

A Caligrafia com brush pen é o estilo de escrita feito com a brush pen, em português podemos chamá-la de caneta com ponta pincel e como o nome já diz, é uma caneta que tem a ponta em formato de pincel. Existem 2 estilos diferentes de pontas, a ponta de feltro e a ponta com cerdas de nylon (essa é a que mais lembra um pincel).

Esse estilo de ponta é maleável e é isso que nos permite ter a variação de espessura, necessária para esta técnica.

Melhores brush pens

Antes vamos falar sobre as canetas, eu já testei inúmeros tipos/marcas de brush pens diferentes e sei quais são as melhores e as que mais valem a pena a gente investir o nosso suado dinheiro nelas, então vou listar aqui embaixo as que eu gosto e super valem a pena:

Kit Brush pen Intensity da BIC - essas canetas são vendidas apenas em kit, mas o preço é super em conta e elas são ótimas. Foram com elas que 6 anos atrás eu comecei a praticar, a ponta de feltro delas é um pouco mais firme e isso ajuda muito a fazer a variação de espessura.

Brush pen CIS - essas você encontra para comprar em kit, mas também avulsas, elas também tem a ponta de feltro mas são um pouco mais molinhas comparadas com as da bic, mas também são muito boas.

Para que as nossas brush pens durem bastante tempo precisamos tomar alguns cuidados quando formos usá-las.

Cuidados e como segurar a caneta

Essa caneta é um pouco diferente de qualquer outro tipo de caneta e temos que tomar alguns cuidados a mais com elas.

O primeiro de todos é nunca usar as brush pens com ponta de feltro em papéis que tenham textura (estilo aqueles para aquarelas sabe?) a textura vai ser com uma lixa para a ponta de feltro, conforme você for usando a ponta vai acabar ficando toda desfiada e deixando o traço todo falhado. E dito isso, é claro que essas canetas devem sempre serem usadas apenas em papel!

Bom então, qual é o papel ideal? Se você está começando e quer praticar, para pegar o jeito e aprender a usar ela, indico usar o papel sulfite com gramatura de 75 aqueles que usamos em impressora, mas ainda não seria o ideal.

Os papeis sulfite com gramatura de 120 ou 180, são os melhores porque são beeeem lisinhos e ideais para você usar as brush pens.

Como falei antes essa caneta é um pouco diferente e devemos também segurar ela de um modo diferente do que seguramos uma caneta esferográfica:

Como você pode ver nas fotos acimas, devemos segurar ela sempre com a mão longe da ponta e em um ângulo de 45° graus em relação ao papel, dessa forma quando vamos fazer a variação de espessura a ponta vai fazer o movimento correto e vamos ter movimentos mais abertos e fluidos.

Regrinhas básicas

A caligrafia com brush pen tem apenas 2 regras e que são super fáceis de entender, tenho certeza que você já conhece:

Sempre que o traço da letra subir ele será fino, para isso não aplicamos quase nenhuma pressão na caneta, vamos apenas encostar de leve a ponta dela no papel.

E quando o traço da letra desce ele vai ser grosso, então devemos aplicar um pouco de pressão na caneta, isso fará com que a lateral da ponta encoste no papel. E quanto mais pressão aplicarmos mais grosso será o traço.

Eu disse que eram fáceis né? Agora então vamos praticar com alguns exercícios básicos.

Exercícios básicos

Esses exercícios ajudam a entender os traços e quanta leveza ou pressão precisamos aplicar na caneta para ter as variações de espessura.

Para começar faça em uma folha as linhas guias, se você ainda não conhece o que são as linhas guias, já tenho um post aqui no blog contando tudo sobre elas.

Então para fazer as linhas guias você vai precisar de uma folha sulfite, régua e um lápis. Pode fazer as linhas guias seguindo essas medidas da imagem abaixo:

Exercício

Na primeira linha comece fazendo apenas traços finos, inicie eles na linha base e suba até a linha altura-x. Preencha toda a linha sem ter preguiça! 😅

Exercício 2

Agora faça os traços grossos, inicie da linha altura-x até a linha base, aplicando pressão na caneta.

Exercício 3

Intercale os traços finos com os grossos.

Exercício 4

Na quarta linha faça ondinhas, iniciando com o traço fino, um detalhe importante nunca pare o traço na metade dele porque depois vai ser difícil de posicionar a caneta np mesmo lugar e aplicar a mesma pressão para continuar, então você pode parar o traço sempre que eles tiverem chegado na linha altura-x ou na linha base e depois continuar fazendo a sequência até preencher toda a linha.

Exercício 5

Agora no último exercício faça círculos, iniciando o traço fino na metade do espaço entre a linha base e altura-x, ou seja iniciar e finalizar o círculo com o traço fino.

Praticar esses exercícios é muito importantes porque usamos esses mesmo movimentos para fazer todas as letras do alfabeto.

Para começar a fazer as letras, devemos seguir a mesma regrinha, sempre que o traço da letra subir ele será fino, então vamos encostar a caneta levemente no papel sem aplicar pressão, e quando descer devemos aplicar pressão na caneta contra o papel para fazer os traços grossos. Na foto abaixo mostro como fazer a letra B minúscula.

Se você quer aprender mais sobre a Caligrafia com brush pen, fazer todas as letras do alfabeto minúsculo e maiúsculo, como formar as palavras e aprender muitas outras técnicas e desenhos de letras, clica aqui e conheça o meu curso completo de lettering.

Eu sei que essa técnica pode parecer um pouco difícil e frustante no inicio, que as letras não vão sair como você gostaria, mas é apenas questão de pratica e método. Essas fotos abaixo são alguns exercícios que as minhas alunas do curso fizeram usando a brush pen:

E quero mostrar também o primeiro lettering que fiz usando a brush pen (foto da esquerda) e o outro que fiz a poucos dias atrás, a diferença entre eles é gritante, lembre-se que sempre que começamos a aprender algo novo somos iniciantes.

Espero que você tenha gostado desse post e que tenha praticado com os exercícios, e se quiser aprender lettering de uma forma estruturada e com um método não deixe de conhecer o meu curso.